Institucional Produtos Blog Cotação Online Vídeos Trabalhe Conosco Contato Acesso Cliente

Bola de pelos em gatos: o que são e como prevenir esse problema?

Felinos são conhecidos por serem animais limpos e realizarem sua própria higiene. O formato das suas papilas gustativas é ideal para desembaraçar e desembolar os pelos e quando os gatos se lambem vários deles ficam grudados na língua e são engolidos, os que não são digeridos ficam no sistema digestivo formando bolas.

Então fique atento se algo vem tirando o bem estar do seu gato. Sintomas como desconforto abdominal, vômitos excessivos, diarréia ou fezes ressecadas, falta de apetite e apatia podem ser indicativos de que seu seu gato está formando bola de pelos no intestino.

Mas afinal, o que são as bolas de pelos?

As bolas de pelos (ou tricobezoares, para os mais técnicos) são resultado da mistura de pelo, saliva, suco gástrico e, às vezes, restos de comida e é normal e benéfico que os felinos botem isso para fora. As bolas de pelo podem se tornar um problema nos casos em que o gato precisa botá-las para fora mas não consegue.

Mas cuidado: vomitá-las até quatro vezes em um mês é considerado normal porém, se o seu gato está vomitando com maior freqüência, o indicado é uma consulta ao médico veterinário, pois o problema pode ser mais sério.

Como prevenir o problema?

As bolas de pelo são uma consequência esperada devido a higienização dos felinos, porém é possível realizar alguns cuidados básicos para o problema não se agravar. Com alimentação, água, escovação e pulgas controladas os fios serão facilmente digeridos e dificilmente formarão bola de pelos. Confira abaixo algumas sugestões:

  • Alimentação: Existem no mercado rações específicas para ajudar na regulagem do intestino, evitando a formação de bolas de pelo.
  • Água: Como em nós humanos a água auxilia no funcionamento de todo sistema e ela ajudará a limpar os pelos ingeridos.
  • Escovação: Eliminar a pelagem morta é primordial para prevenir o problema. O ideal é garantir uma escova adequada e escovar o pet por, pelo menos, cinco minutos.
  • Pulgas: Se o gato tiver pulgas possivelmente terá picadas e elas podem causar dermatite alérgica, aumentando assim a necessidade do felino ficar se lambendo, o que consequentemente irá agravar o quadro.

Uma coisa é certa: o animal precisará eliminar os pelos e com as dicas acima você conseguirá ajudá-lo para que esse processo seja o mais tranquilo possível. Porém, caso seja necessário, existem hoje no mercado alguns produtos que ajudam na solução do problema. Existem petiscos, pastas, suplementos como o Cat Malt que vão evitar o acúmulo de pelos e ajudar o organismo a expeli-los.

Mas lembre-se: a procura por um veterinário é imprescindível. Nesse momento o gato é a maior prioridade e só a visão de um especialista na área poderá lhe dizer sobre a gravidade do problema e o que deve ser feito.