Institucional Produtos Blog Vídeos Trabalhe Conosco Contato

O Dia Mundial do Gato

Dia Mundial do Gato é comemorado anualmente em 17 de fevereiro. Esta data foi criada por uma instituição italiana de defesa dos animais, com o objetivo de ajudar a defender os felinos contra os maus tratos e promover adoções e campanhas.

A história conta que o gato pode ter iniciado sua aproximação com o homem por vontade própria há cerca de 9500 anos, alimentando-se dos ratos que infestavam a agricultura. Por serem exímios caçadores, esses animais espontaneamente passaram a viver nas cidades e exerciam a importante função de eliminar algumas pragas. Porém, no início da Idade Média os gatos foram acusados de estarem associados a maus espíritos e foram associados com  práticas de bruxaria. Ao fim da Idade Média, a aceitação dos gatos nas residências teve um novo impulso, pois a visão mística e preconceituosa perdeu lugar para o prazer da domesticação desses pequenos animais, por serem sociáveis e ao mesmo tempo muito independentes.

Para quem, assim como eu, ama esses animais, aí vão algumas curiosidades e dicas de cuidados sobre esses nossos amigos:

– Existem cerca de 250 raças de gatos domésticos, com peso variável entre 2,5 a 12 kg e a sua estimativa de vida é de quinze a vinte anos.

– Dados apontam que nos Estados Unidos existem mais gatos domésticos do que cães e estimativas recentes indicam que, em breve, o Brasil irá mostrar essa mesma característica.

– O gato é um predador natural de diversos animais, como roedores, pássaros, lagartixas e insetos, apesar de ser comum que os gatos complementem a sua dieta carnívora com a ingestão de pequenas quantidades de ervas e plantas.

– Apesar de exigentes, precisam alimentar-se constantemente, pois, de modo geral, não toleram mais de 36 horas de jejum. Os gatos não-domesticados ou gatos domesticados que se alimentem livremente, consomem entre 8 a 16 refeições por dia.

– Os gatos não produzem um aminoácido essencial chamado taurina que é muito importante para a sua saúde. Este aminoácido é encontrado apenas no tecido muscular dos animais, tornando o gato um carnívoro estrito (obrigatório), entretanto oferecer apenas carne aos gatos pode causar deficiência nutricional, pois na natureza eles comem carne, ossos, vísceras, pele, etc. A maioria das rações comerciais que são vendidas atualmente possuem um balanço ideal de todos os componentes.

– Por serem caçadores naturais, os gatos não gostam de comer a ração deixada o dia todo no potinho. A dica é oferecer o alimento em pequenas porções durante o dia. Você pode espalhar pequenas quantidades pela casa, em lugares altos ou escondidos, para que ele se interesse mais pela comida e siga seu instinto.

– Rações úmidas, como em lata ou sachê são uma boa alternativa, pois contém menor quantidade de carboidrato e uma quantidade de água maior, podendo evitar problemas renais

– A água é tão importante para os gatos como é para os seres humanos. Sempre sirva para o seu animal de estimação água filtrada e, sempre que possível, troque o conteúdo da vasilha para manter a água sempre fresca. Outra dica são fontes de água que vão chamar a atenção do pet e lembra-lo dessa atividade.

– O método de conservação de energia dos gatos compreende dormir acima da média da maioria dos animais, sobretudo à medida que envelhecem. A duração do período de sono varia entre 12–16 horas.

– O temperamento dos gatos varia conforme a socialização. Entretanto, a maioria dos gatos costumam ser curiosos, além do fato de possuírem um cérebro bastante evoluído, sendo capazes de sentir emoções como tristeza e estresse. O comportamento dos gatos depende de cada indivíduo, do momento do dia e até mesmo das condições climáticas.

– Esses animais costumam copular quando a fêmea entra no cio. As gatas alcançam a maturidade sexual entre 4 a 10 meses de idade, e os gatos entre 5 a 7 meses após o nascimento. A gestação dura de 63 a 65 dias, aproximadamente e pode gerar de um a oito filhotes.

– Os gatos são animais muito higiênicos, sendo que passam muitas horas por dia cuidando da limpeza de seus pelos, utilizando a superfície áspera de suas línguas para remover partículas de pó e sujeira. Devido a isto, fique atento a possibilidade de bolas de pelos, principalmente quando o animal for de pelo comprido, ou opte pela prática de escovação.

– Outro aspecto característico da higiene desses felinos é o fato dele enterrar a sua urina e fezes, evitando assim que o cheiro denuncie sua presença a uma possível presa ou predador. Assim, se faz necessária a presença de caixas de areia. A caixa ideal deve ter a medida de 1,5 vezes o tamanho do gato, deve ser limpa no mínimo uma vez ao dia e utilizada areia de qualidade. Escolha um lugar calmo e silencioso para colocar a caixa (eles gostam de privacidade!!!) e mantenha a caixa longe das vasilhas de água e comida. A quantidade de caixas deve ser proporcional ao tamanho da casa e do número de gatos.

– O banho com a língua não é prejudicial, mas também não é suficiente para a limpeza completa do pet. Dessa forma é adequado manter uma rotina de banhos, lembrando também que algumas doenças de pele exigem banhos medicamentosos para tratá-las, com ativos específicos.

– Assim como os humanos, os animais também apresentam problemas periodontais e a escovação é a melhor maneira de prevenir esse tipo de problema. A escovação dos dentes deve ser feita no mínimo a cada 48 horas com uma pasta específica para cães e gatos e não de uso humano.

– Antes de levar um gatinho para casa, garanta que o ambiente está adequado para a sua chegada. O primeiro passo, e o mais importante, é colocar telas em todas as janelas da casa, assim, você evita acidentes e fugas.

– Faça da sua casa um local em que o bichano se divirta. Instale prateleiras em lugares altos para que ele possa subir e observar as coisas. Deixe também alguns arranhadores espalhados pela casa e faça brincadeiras que estimulem o instinto de caça do pet. Sempre arranje um tempinho para brincar com o seu gato, isso o estimula a ter uma vida mais tranquila.

– Faça visitas frequentes ao veterinário e mantenha suas vacinas e vermífugos em dia. Os gatos podem ser afetados por diversas doenças, incluindo zoonoses, e também necessitam de cuidados em relação a saúde. 

– Castrar seu gato pode aumentar a expectativa de vida dele e impede uma série de doenças como tumores de mama, de ovários e testiculares. Além de evitar uma propagação de animais indesejada.

Gostaram das dicas?

M.V. Natasha Bortolini Mesquita CRMV