Institucional Produtos Blog Vídeos Trabalhe Conosco Contato

Verminose x Produção

Se estivesse com problemas no seu rebanho, você pensaria em verminose? Pois bem, me chamo Caroline Guerra Pedro, sou Médica Veterinária e promotora técnica do laboratório IMEVE saúde e biotecnologia animal. Estou aqui para abordar sobre verminoses, assunto que não é levado tão a sério no manejo dos bovinos, ovinos, caprinos e demais espécies.

Verminose é uma doença parasitária causada por vermes que vivem no trato gastrointestinal ou nos pulmões, causando grandes perdas na produtividade dos animais afetados. Na maioria das vezes, ela não é tão perceptível, pois pode se manifestar de formas mais leves como por exemplo com a redução do consumo voluntário de alimentos, o que pode refletir na redução da digestão e absorção de nutrientes, redução da eficiência reprodutiva, fatores estes podem tornar a infecção mais graves e levar a morte destes animais.

Devemos ficar atentos aos sinais clínicos e alterações comportamentais do animal e/ou rebanho, tais como a redução do apetite, pelos arrepiados, coloração das mucosas e se há a presença de diarreia, além de observar se o animal está ingerindo terra, madeira, pedra (entre outros).

Para evitar estas perdas, sempre é válido cuidar e ajustar o manejo, como por exemplo ofertar água limpa e de boa qualidade, manter a limpeza do local, dos bebedouros e comedouros, evitar altas lotações e realizar rodízio dos campos/piquetes/pastagens que ajudam a reduzir as chances de reinfecções. Além de separar os animais por faixa etária nos diferentes espaços e piquetes, adequar os protocolos com estratégias de vermifugações para cada situação, sendo os vermífugos orais e injetáveis eficazes no controle das verminoses.

Portanto, trago como exemplo o IVERMERON, um vermífugo oral a base de albendazole 10% com adicional de DBR Probiótico (aditivo probiótico). O IVERMERON é indicado para o tratamento e controle das verminoses em bovinos, ovinos e caprinos provocadas por formas adultas e imaturas de nematoides gastrointestinais e pulmonares (vermes redondos), por cestódeos (vermes chatos tipo tênias) e por trematódeos (vermes chatos tipo Fascíola hepática, chamada de baratinha do fígado). O IVERMERON por ter na sua composição o DBR Probiótico, que são bactérias boas de rúmen e intestino, tem como principal função aumentar a conversão alimentar e auxiliar o aumento da produtividade.

Em casos de dúvidas, estou aqui para te ajudar, entre em contato!

Caroline Guerra Pedro

Promotora técnica IMEVE S.A.

Médica Veterinária CRMV/RS 15.535

Celular e whatsapp (16) 996626296