Institucional Produtos Blog Cotação Online Vídeos Trabalhe Conosco Contato Acesso Cliente

EPI’S para o agronegócio: o que não pode faltar?

Dentre os setores mais suscetíveis a acidentes de trabalho no mundo está a agricultura. A exploração agrícola apresenta diversas atividades, tais como a preparação e limpeza do solo para o plantio, colheita, beneficiamento, transporte, armazenamento, controle de pragas e doenças, cercas, e inúmeras outras funções que necessitam de muita atenção.

Para realizar essas tarefas são necessárias máquinas, ferramentas e outros produtos químicos ou inflamáveis, que quando não são utilizados corretamente podem acabar ocasionando acidentes ou comprometendo a saúde do trabalhador. Os riscos se tornam ainda maiores devido a crescente mecanização e automatização das atividades, fazendo com que os equipamentos de proteção individual (EPIs) sejam indispensáveis.

O uso de EPIs é obrigação e direito dos trabalhadores rurais, garantido pela Norma Regulamentadora 31 – NR31 do Ministério do Trabalho e Emprego, porém somente o uso dos equipamentos não é o suficiente neste ramo, é necessário ainda que os trabalhadores sejam treinados para a realização das tarefas.

Quais são os equipamentos de proteção individual que não podem faltar no seu agronegócio? Confira!

O uso do capacete impede impactos originários de quedas ou projeção de objetos.

Para escolher o melhor equipamento de proteção auditiva deve-se considerar as características físicas do trabalhador, as condições do ambiente de trabalho e as tarefas que serão desenvolvidas.

A proteção das vias respiratórias se torna necessária em atividades que impliquem produção de poeiras, névoas, fumos, gases, produtos químicos e vapores que possam ser prejudiciais para a saúde do agricultor.

As vestimentas são importantes em atividades em que haja perigo de acidente que possam ser provocados por origem térmica, mecânica, meteorológica ou com produtos químicos.

São necessárias para proteger o trabalhador contra materiais ou objetos abrasivos, que possam arranhar ou ferir a pele. Também para manuseio de produtos tóxicos, alergênicos, corrosivos, cáusticos, solventes orgânicos, entre outros.

Apropriadas para proteção dos membros inferiores, as botas impermeáveis, resistentes e com estrias no solado são aconselhadas para trabalhos em terrenos úmidos e lamacentos. Já as botas com biqueira reforçada, geralmente em couro, são aconselhadas para trabalhos que envolvam perigos de queda ou material e objetos cortantes. Botas de cano longo ou com perneiras são ideais para ambientes onde exista risco de ataque de animais peçonhentos.

Percebeu como é importante o uso de EPIs no agronegócio? A Basso Pancotte tem o que você precisa, confira em nosso site!